This website is best viewed with CSS and JavaScript enabled.

Notícias da Semana do Anglican Communion News Service - 9 de agosto de 2019

Posted on: August 9, 2019 1:23 PM
Related Categories:

Sacerdote chileno reconhecido por seu trabalho de pregação e formação eclesiástica

Um sacerdote Anglicano chileno foi reconhecido por suas habilidades de pregação com um convite para participar de um ministério de pregação internacional criado pelo falecido teólogo e escritor Anglicano John Stott. Esteban Álvarez, que lidera a Igreja de El Salvador em Antofagasta, parte da Igreja Anglicana do Chile, foi convidado a participar do Ministério de Pregação de Langham e assumir um papel nacional na formação de outros.

Ele afirmou que o convite é um grande privilégio e responsabilidade: “Fui convidado para fazer parte do comitê nacional apoiando o trabalho de Ricardo Vallejos em Temuco, ajudando na coordenação nacional e fortalecendo este ministério onde já existe uma presença, bem como para criar novos seminários em outras cidades do Chile”.

Depois de participar das sessões de treinamento de Langham com outros pastores e líderes, Esteban organizou seminários em sua própria área e disse que ficou surpreso no mês passado ao ser convidado para fazer parte dos esforços de caridade do ministério servindo à igreja local e nacionalmente.

Ele fará parte do treinamento de outros facilitadores na América do Sul, que acontecerá fora do país. Ele disse: “Nosso sonho é poder treinar facilitadores durante o próximo ano no Chile”.

Esteban explicou que a primeira geração de pregadores se formará já no próximo ano, e que há muitos outros com graduação esperada em 2021.

A Langham Partnership foi fundada John Stott com o objetivo de treinar pastores Cristãos e líderes leigos na pregação bíblica através de oficinas práticas e grupos de estudos bíblicos.

Líderes da Igreja falam sobre os massacres no Texas e em Ohio

Bispos da Igreja Episcopal com sede nos EUA se pronunciaram após o tiroteio em massa no Texas e em Ohio, oferecendo orações, transmitindo a dor de suas dioceses e expressando sua esperança por um futuro em que a vida americana não seja mais afetada por tais explosões súbitas de violência armada.

“Jesus disse “abençoados são os pacificadores”, e nós na igreja somos chamados a trazer a paz a nossos bairros e nossos jovens”, afirmou o Bispo Dom Michael Hunn da diocese de Rio Grande em um vídeo online postado em reação ao massacre de 3 de agosto em que 20 pessoas foram mortas em um Walmart em El Paso, Texas.

Um homem de 21 anos foi preso pelos assassinatos, e suspeita-se que postou um manifesto racista e anti-imigrante antes de cometer o crime.

“Meu coração está pesado esta manhã com os tiroteios trágicos ontem em El Paso e ontem à noite em Dayton”, disse o Bispo Tom Breidenthal em um post no Facebook em 4 de agosto, horas depois de um atirador abrir fogo em um distrito de entretenimento em Dayton. A polícia atirou e matou o atirador, um homem de 25 anos cujos motivos para o crime permanecem desconhecidos.

Oferecendo orações pelas vítimas e por todas as pessoas atingidas pelo desastre, Breidenthal lamentou que esta é a segunda vez em um ano que sua diocese estava de luto após um tiroteio em massa em uma de suas cidades. Um ataque em setembro deixou três vítimas mortas e outras duas feridas em Cincinnati.

“Por favor, junte-se a mim em oração pelo fim da epidemia de ódio e violência que está varrendo nosso país”, disse ele.

Os bispos fazem parte da Bishops United Against Gun Violence (“Bispos Unidos Contra a Violência Armada”) uma rede de quase 100 bispos episcopais que se formou após dois tiroteios em massa em 2012, um em um templo sique em Wisconsin e outro na Escola Elementar Sandy Hook em Connecticut. A missão dos bispos assumiu um maior senso de urgência em meio ao crescente consternação nacional com as tragédias que sobrevieram a estas.

A “Litania para após um Tiroteio em Massa”, escrita anteriormente pelos Bispos Unidos, foi atualizada em 4 de agosto para incluir uma lembrança das vítimas de 43 tiroteios em massa desde 2012.

O Bispo de Connecticut, Ian Douglas, leu a litania em um vídeo no Facebook após os tiroteios de El Paso e Dayton, observando que o dia 5 de agosto marcou sete anos desde o tiroteio no templo sique.

“Esta litania é uma oração oferecida por todos os tiroteios em massa, todas as vítimas de tiroteios em massa desde que a Bishops United Against Gun Violence se reuniu”, disse Douglas.

Defensores dos direitos das pessoas com deficiência pedem ação inclusiva da ONU para refugiados

Defensores dos direitos das pessoas com deficiência de igrejas de vários países pediram mais ação da Organização das Nações Unidas (ONU) para proteger pessoas com deficiência em áreas de conflito. Dezoito líderes da Rede Ecumênica em Defesa das Pessoas com Deficiência do Conselho Mundial de Igrejas (CMI-EDAN) se reuniram em Beirute (Líbano) no mês passado para tratar das preocupações na região e avaliar o plano estratégico.

A Secretária Executiva do CMI-EDAN, Anjeline Okola Charles, disse que todos os delegados viram em primeira mão as dificuldades enfrentadas pelas pessoas com deficiências em campos de refugiados e zonas de conflito no Oriente Médio. Ela disse: “Não havia praticamente nenhum tipo de serviço que pudesse apoiar pessoas com deficiências e ajudá-las a lidar com tais circunstâncias. Enquanto isso, para aqueles que tiveram a infelicidade de não escapar dessas zonas de conflito, eles foram feridos e simplesmente abandonados ”.

O grupo refletiu sobre os vários desafios que os refugiados enfrentam e o papel que a ONU tem desempenhado nas políticas e no financiamento. Em uma declaração após a reunião, o grupo afirmou: “como parte de nosso envolvimento, nos comprometemos a promover a defesa dos refugiados portadores de deficiências a nível global e a aumentar a conscientização sobre os direitos de todos os refugiados com deficiência”.

O comunicado exortou o governo do Líbano a ratificar a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência. “Solicitamos ainda que a ONU compreenda a deficiência de uma perspectiva de direitos humanos e planeje a inclusão desde o início de todos os programas, e também que intensifique os esforços para consultar pessoas com deficiência a fim de entender seus pontos de vista e fornecer serviços mais personalizados para ações humanitárias inclusivas.”

Na próxima semana, as Notícias Semanais do Anglican Communion News Service serão publicadas um dia antes, na quinta-feira 15 de agosto. As Notícias Semanais farão uma breve pausa para o verão, retomando na sexta-feira 6 de setembro.