This website is best viewed with CSS and JavaScript enabled.

Notícias da Semana do Anglican Communion News Service - sexta-feira, 3 de maio de 2019

Posted on: May 3, 2019 12:40 PM
Related Categories:

Bispo desafia terroristas que mataram mais de 200 pessoas em atentados a igrejas no Dia de Páscoa 

O Bispo Presidente da Igreja Anglicana do Ceilão, Dhiloraj Canagasabey, corajosamente expressou sua fé em Deus após o massacre do Dia de Páscoa no Sri Lanka. Cerca de 300 pessoas morreram depois que terroristas detonaram bombas em três igrejas e três hotéis no domingo de Páscoa. “Se Deus me der permissão para viver, viverei. Se Ele me der permissão para morrer, morrerei”, disse ele ao Arcebispo de Canterbury em um telefonema na manhã de Páscoa.

O Bispo Dhiloraj estava começando a Oração de Consagração durante um serviço da Eucaristia de Páscoa na Catedral de Cristo Salvador Vivo em Cinnamon Gardens (Colombo) quando a polícia chegou e advertiu-o a sair. “Você deve vir conosco, eles estão prestes a vir para matá-lo.” Mas o bispo se recusou a se mover até que tivesse terminado a Oração da Consagração. 

“Estou terrivelmente chocado e profundamente entristecido pelos atos barbáricos de violência praticados contra adoradores inocentes nos cultos do Domingo de Páscoa”, disse o Bispo Dhiloraj. “A Igreja do Ceilão condena sem reservas esses atos covardes e cruéis de terrorismo, e transmite nossas profundas condolências às famílias e amigos daqueles que perderam suas vidas e foram feridos. Desejamos a todos aqueles que se feriram sua completa recuperação. Oramos por eles e suas famílias para que a presença consoladora de Deus continue com eles através desta trágica experiência”. 

O arcebispo de Canterbury, Justin Welby, foi um dos vários líderes Anglicanos que responderam aos ataques. “Aqueles afetados pelos terríveis e desprezíveis ataques a igrejas e hotéis no Sri Lanka estarão nas orações de milhões que celebram o domingo de Páscoa em todo o mundo...”, ele disse. “Peço que nos unamos ao povo do Sri Lanka em oração, condolências e solidariedade, e que rejeitemos toda forma de violência, ódio e divisão”.

Os membros do Conselho Consultivo Anglicano homenagearam as vítimas do ataque com um minuto de silêncio na Eucaristia de Abertura da reunião do ACC-17 em Hong Kong (ver abaixo).

 

Arcebispo de Canterbury convida observadores ecumênicos para a Lambeth Conference2020

 

O Arcebispo de Canterbury, Justin Welby, está convidando líderes de outras igrejas cristãs a enviar observadores para a Lambeth Conference (Conferência de Lambeth) de Bispos Anglicanos a ser realizada no ano que vem. Convites para o evento estão sendo enviados a um número maior de Igrejas e órgãos Pentecostais e Evangélicos do que nas edições anteriores. Um porta-voz da Lambeth Conference afirmou que o objetivo é “reconhecer a importância [dessas instituições] na mudança do Cristianismo mundial”. 

Instituições convidadas incluem Igrejas em Comunhão com toda a Comunhão Anglicana – incluindo as Igrejas Vétero-Católicas da União de Utrecht, a Igreja Filipina Independente, a Igreja Síria Mar Thoma de Malabar e algumas Igrejas Luteranas da América do Norte e Europa que estão em Comunhão com as províncias Anglicanas nessas regiões.

Representantes de mais de 30 outras Igrejas Cristãs também estão sendo convidados a participar da Conferência como observadores ecumênicos, incluindo delegados de Igrejas e Comunhões com as quais os Anglicanos tem diálogos formais, como as Igrejas Católica Romana, Ortodoxa, Metodista, Luterana e Reformada, além de órgãos multilaterais como o Conselho Mundial de Igrejas e o Fórum Cristão Global.

Além de líderes de igrejas em Comunhão e parceiros ecumênicos, representantes de Igrejas formadas por pessoas que deixaram a Comunhão Anglicana também estão sendo convidadas a enviar observadores. Essas igrejas – a Igreja Anglicana da América do Norte (ACNA), a Igreja Anglicana do Brasil e a Igreja Anglicana Evangélica Reformada da África do Sul (REACH-SA) – não são formalmente parte da Comunhão Anglicana, mas são reconhecidas em diferentes níveis por algumas das províncias da Comunhão.

Lambeth Conference acontece uma vez a cada 10 anos. O Arcebispo de Canterbury convida todos os bispos qualificáveis das 40 províncias da Comunhão Anglicana ou Igrejas membros a participar, bem como os bispos das cinco dioceses extra provinciais– Ceilão, Portugal, Espanha, Bermudas e Ilhas Falkland (Ilhas Malvinas). As Conferências de Lambeth anteriores contaram com a participação de diversos convidados e observadores ecumênicos, que participam das sessões da conferência e podem ser convidados a falar mas não têm poder de voto.

A Conferência de Lambeth 2020, que tem como tema “Igreja de Deus para o Mundo de Deus: caminhando, ouvindo e testemunhando juntos”, será realizada na Universidade de Kent em Canterbury de 23 de julho a 2 de agosto do ano que vem. A Conferência é um dos quatro Instrumentos de Comunhão, ou unidade, dentro da Comunhão Anglicana. Os outros são o Arcebispo de Canterbury, o Primates’ Meeting (Encontro dos Primazes) e o Conselho Consultivo Anglicano, que se reúne em base trienal.

O Conselho Consultivo Anglicano encerra sua reunião atual – a ACC-17 – em Hong Kong no domingo (5 de maio).

 

Comitê Permanente da Comunhão Anglicana se reúne antes da ACC-17 em Hong Kong

 

O Comitê Permanente do Conselho Consultivo Anglicano se reuniu em 27 de abril em Hong Kong para tratar de seus assuntos regulares e se preparar para a 17ª reunião do Conselho Consultivo Anglicano (ACC-17), que começou no dia seguinte (domingo, 28 de abril). Quinze membros estiveram presentes com o Arcebispo de Hong Kong, Paul Kwong, Primaz da Hong Kong Sheng Kung Hui e presidente da reunião.

Foram discutidas solicitações de candidatura de duas novas províncias em potencial da Comunhão Anglicana. Uma cobriria a área da Diocese do Egito, que atualmente é parte da Província de Jerusalém e do Oriente Médio, que inclui o norte da África e o Chifre da África. O outro daria status provincial à Igreja Anglicana do Ceilão, que atualmente opera como uma área extra provincial sob a autoridade Metropolitana do Arcebispo de Canterbury.

O Comitê Permanente concordou em criar duas comissões exploratórias para analisar as circunstâncias de cada uma dessas solicitações e seu enquadramento nas diretrizes do Conselho para o reconhecimento de novas províncias. Como há urgência, as duas comissões foram solicitadas a apresentar um relatório ao Comitê Permanente o quanto antes 

O Comitê também recebeu uma proposta para autorizar uma Rede de Cultivo de Igrejas a ser presidida pelo Arcebispo Tito Zavala, Primaz da recentemente instituída Igreja Anglicana do Chile. O vice-presidente será o Bispo Ric Thorpe, que hoje lidera os esforços da Diocese de Londres – onde é Bispo de Área – para abrir 100 novas comunidades de culto até 2020.

Esta foi a última reunião para dois dos membros do Comitê Permanente: Bispo Eraste Bigirimana do Burundi e Louisa Mojela, da África do Sul; que estão deixando o cargo ao final de seus mandatos.

 

17ª Reunião do Conselho Consultivo Anglicano lançada com culto de Eucaristia em Catedral

 

A 17ºreunião do Conselho Consultivo Anglicano – ACC-17 – acontece esta semana em Hong Kong. Relatórios completos aparecerão na próxima edição das Notícias da SemanadoAnglican Communion News Service.

A reunião começou com uma Eucaristia de abertura na Catedral de São João em Hong Kong. O culto teve o que um observador descreveu como “uma fascinante mistura de sons”, começando com o hino de abertura, acompanhado de órgão e instrumentos de sopro, e seguido de um silêncio solene de oração pelas vítimas dos atentados no Sri Lanka e o ressonante som de um gongo chinês. A congregação incluiu os delegados da ACC-17, funcionários e convidados ecumênicos de toda a Comunhão Anglicana, membros do corpo diplomático, clero, leigos, e bispos da província. 

Em seu sermão, o Arcebispo Justin, citando as leituras bíblicas do dia (Atos 5: 27-32, Salmo 150, Apocalipse 1:4-8, João 20:19-31), referiu-se à Ressurreição e à coragem de Pedro e dos discípulos e reconheceu as dificuldades enfrentada por alguns dos delegados.

"Muitos aqui, como Pedro, tiveram sua fé testada em circunstâncias difíceis, alguns de vocês sob circunstâncias quase impossíveis", disse ele. “Obrigado por se manterem firmes em sua fé. Não apenas vocês se mantiveram firmes em sua fé, mas também estão compartilhando sua fé, como fez Pedro, que aproveitou a situação de ser desafiado para compartilhar.” 

Ele falou sobre o tema da ACC-17, “Equipar o povo de Deus: aprofundando o discipulado intencional”, e como o discipulado intencional é conhecido por diferentes nomes ao redor da Comunhão.

O Arcebispo Justin encerrou o sermão desafiando a congregação a testemunhar em todos os aspectos de sua vida: “o testemunho nos chama ao discipulado, em casa, no trabalho, em todo lugar e momento, para que o corpo de Cristo cresça”.

Seguindo-se a Oração após a Comunhão, ocorreu a abertura oficial da ACC-17 desta semana. O Arcebispo Paul deu as calorosas boas-vindas à Província de Hong Kong e Macau aos delegados presentes, que representam 40 províncias e 160 países.

Ele explicou que “Hong Kong significa literalmente ‘Porto Fragrante’, e recebeu este nome por causa do comércio de especiarias dos velhos tempos”, disse ele. “Creio que um discípulo emite a ‘Fragrância de Cristo’ na vida cotidiana. Minha oração é para que a ACC-17 possa ajudar a nossa Comunhão Anglicana a se tornar uma disseminadora da ‘Fragrância de Cristo’ pelo mundo.”

O Arcebispo Justin ofereceu uma oração pedindo por orientação e depois declarou a ACC-17 aberta batendo um gongo cerimonial três vezes. “Gostei [de bater o gongo]”, ele comentou depois.

  • A próxima edição das Notícias da Semana do Anglican Communion News Service incluirá um resumo completo dos relatórios da reunião do ACC-17. Enquanto isso, clique aquipara conferir o texto completo do discurso presidencial do Arcebispo de Canterbury.