This website is best viewed with CSS and JavaScript enabled.

Notícias da Semana do Anglican Communion News Service - sexta-feira, 24 de maio de 2019

Posted on: May 24, 2019 1:47 PM
Related Categories:

Arcebispo Ian Ernest das Ilhas Maurício nomeado Diretor do Centro Anglicano em Roma

O Arcebispo Ian Ernest, Bispo das Ilhas Maurício e antigo Primaz da Igreja Anglicana do Oceano Índico, será o próximo Representante Pessoal do Arcebispo de Canterbury na Santa Sé e Diretor do Centro Anglicano em Roma. Ele assumirá seu novo cargo no final do ano após a visita oficial do Papa Francisco às Ilhas Maurício em setembro.

Em seu cargo atual, o Arcebispo Ian trabalha em estreita colaboração com sua contraparte na Igreja Católica Romana, o Bispo de Port Louis, Cardeal Maurice Piat. Os dois emitiram declarações conjuntas sobre questões ambientais e sociais e gravaram mensagens conjuntas de Natal para a televisão mauriciana.

Os dois também lideram conjuntamente o Colégio Ecumênico Rodrigues, uma das principais escolas da ilha mauriciana do mesmo nome, formada em 1973 pela fusão da Escola Católica Romana de São Luis e a Escola Anglicana de São Barnabás. Quando o mandato do Arcebispo Ian como Arcebispo e Primaz do Oceano Índico foi renovado em 2012, ele convidou um padre Católico para pregar o sermão.

“Sinto-me profundamente grato e honrado por esta nomeação”, disse o arcebispo Ian. “É um chamado de Deus que aceito com toda a humildade. Dedicarei meus melhores esforços para honrar este chamado e o cargo.

O Arcebispo de Canterbury, Justin Welby, afirmou estar “muito feliz" com a nomeação, acrescentando que esta “vem em um momento empolgante das crescentes e importantes relações entre a Comunhão Anglicana e a Igreja Católica Romana”.

A experiência do Arcebispo Ian com o ecumenismo vem desde a infância, quando seu pai se tornou o primeiro sacerdote Anglicano a pregar em uma igreja Católica nas Ilhas Maurício. Ele estudou em escolas de nível fundamental e médio Católicas Romanas e, quando estudava para a ordenação, fez algumas disciplinas em um seminário Católico Romano.

O Arcebispo já participou de múltiplos projetos ecumênicos com outras igrejas Cristãs, incluindo um trabalho conjunto com outros líderes Cristãos nas Ilhas Maurício para estabelecer uma escola de formação ecumênica tanto para o clero quanto para leigos na região.

Ele é membro do Grupo de Trabalho do Arcebispo, estabelecido após o Primates’ Meeting (“Encontro de Primazes”) de 2016 para “restaurar relacionamentos, reconstruir a confiança e responsabilidade mútuas, curar o legado da dor e explorar relacionamentos mais profundos” na Comunhão Anglicana, e participou também do Grupo de Concepção da Lambeth Conference (“Conferência de Lambeth”) dos Bispos Anglicanos de 2008.

Bispo de Lincoln suspenso após recebimento de relatos pelo Arcebispo de Canterbury

O Bispo de Lincoln, Christopher Lowson, foi suspenso do cargo após o recebimento pelo Arcebispo de Canterbury de informações prestadas pela polícia. Em um comunicado, o Arcebispo Justin Welby enfatizou que “não houve nenhuma alegação de que o bispo Christopher tenha cometido abuso de uma criança ou adulto vulnerável”, mas afirmou que, caso as informações fornecidas a ele sejam comprovadas, “considero que o Bispo apresentaria risco significativo de danos por não proteger adequadamente crianças e pessoas vulneráveis. ”

“Deve-se notar que a suspensão é um ato neutro e nada mais pode ser dito neste momento enquanto a questão é investigada”, disse o Arcebispo Justin. “Peço orações por todos os afetados por esta questão.”

O Bispo de Grimsby, David Court, assumirá a liderança episcopal da diocese durante a suspensão.

O Bispo Christopher afirmou estar “perplexo” com a suspensão, e que prestará total cooperação. “Para o bem da diocese e da Igreja em geral, gostaria que este assunto fosse investigado o mais rápido possível para levar o assunto a uma rápida conclusão”, ele disse.

Em um evento sem relação com a investigação acima, o Inquérito Público Oficial Independente sobre Abuso Infantil na Inglaterra e no País de Gales (IICSA na sigla em inglês) publicou o primeiro relatório de sua investigação sobre a “Igreja Anglicana”. O estudo de caso da Diocese de Chichester concluiu que “a resposta da Igreja às alegações de abuso sexual infantil foi marcada pelo sigilo, prevaricação e ações para evitar a denúncia de supostos crimes”.

O Bispo de Bath e Wells e Bispo Líder para Questões de Salvaguarda da Igreja da Inglaterra, Peter Hancock, disse em resposta: “O relatório declara que a Igreja da Inglaterra deveria ter sido um lugar de proteção para todas as crianças e de apoio para vítimas e sobreviventes, e o resumo do Inquérito reconhece que ela não foi capaz de fazê-lo. É absolutamente certo que a Igreja, em todos os níveis, deve aprender lições com as questões levantadas neste relatório.”

Catedral inglesa identifica restos mortais da Rainha Emma através de datação por carbono

Restos mortais que se acredita pertencerem à Rainha Saxônica Emma, mãe do Rei Eduardo, o Confessor e esposa de dois Reis da Inglaterra, Ethelred e Cnut, foram encontrados na Catedral de Winchester. Os segredos históricos dos seis caixões de madeira pintados – chamados de “baús mortuários” – estão sendo gradualmente revelados como parte de um projeto de pesquisa apoiado pelo Decano e Capítulo da Catedral.

Antropólogos biólogos da Universidade de Bristol transformaram a Capela da Senhora da Catedral em um laboratório temporário, remontando um quebra-cabeça de mais de 1.300 ossos humanos para tentar averiguar a identidade dos reis, uma rainha e vários bispos que se acredita estarem contidos nos baús. Cada osso é cuidadosamente medido e registrado, e pelo menos 23 esqueletos parciais já foram reconstruídos até o momento.

O trabalho conduzido para identificar o sexo, idade e características físicas dos esqueletos revelou a presença dos restos de uma mulher mais velha dispersa por vários baús. Esta poderia ser a Rainha Ema, uma figura política poderosa na Inglaterra Saxônica. Foram os laços com sua família que deram a Guilherme o Conquistador sua justificativa para reivindicar o trono inglês após sua invasão em 1066.

A Professora Kate Robson Brown, líder da pesquisa, afirmou que “ainda não podemos ter certeza da identidade de cada indivíduo, mas estamos certos de que se trata de um acervo muito especial de ossos”.

Domingo da Comunhão Anglicana

Logo _2019-Anglican -Communion -Sunday _700x 460

Cristãos de todo o mundo estarão orando pela Comunhão Anglicana no dia 26 de maio (domingo) – é o dia a Festa de Santo Agostinho de Cantuária. O Domingo da Comunhão Anglicana é um dia anual de oração pela Comunhão conclamado pelo Conselho Consultivo Anglicano.