This website is best viewed with CSS and JavaScript enabled.

As Cinco Marcas da Missão: Um - Proclamar as boas novas do reinado de Deus

Posted on: February 11, 2020 3:03 PM
Jovens percussionistas e dançarinos participam de uma alegre procissão pelas ruas de Nagpur para comemorar o 50º aniversário da formação da Igreja Unida do Norte da Índia.
Related Categories:

Na segunda de nossa série sobre as Cinco Marcas da Missão da Comunhão Anglicana, o CônegoRichard Bartlett, Diretor de Engajamento na Missão da Agência Missionária Anglicana USPG (United Society Partners in the Gospel) reflete sobre a primeira Marca da Missão: "Proclamar as boas novas do reinado de Deus.”

USPG, uma das mais antigas agências missionárias anglicanas, nasceu em 1701 para proclamar as boas novas do reinado de Deus. Durante seus 319 anos de história missionária, a proclamação do Evangelho tem sido central em sua missão, embora partes de sua história, particularmente o seu envolvimento na escravidão, sejam vergonhosas e certamente não pertencentes ao Reinado de Deus.

A missão cristã evoluiu bastante ao longo dos três séculos, e a USPG foi chamada a redefinir como deveria ser a proclamação das boas novas em gerações sucessivas e em um número cada vez maior de contextos. Agora, sob seus três objetivos estratégicos: Repensar a Missão, Energizar a Igreja e a Comunidade e Defender a Justiça, a USPG trabalha em parceria com as Igrejas Anglicanas e Unidas em todo o mundo enquanto juntos proclamamos as boas novas do reinado. E em vários lugares, isso ocorre de maneiras muitos diferentes:

São João Evangelista foi a primeira Igreja Protestante estabelecida em Casablanca. Consagrada em 1906, é o mais antigo edifício da igreja em atividade em Casablanca e um dos poucos locais oficiais de culto cristão na cidade. Nos últimos sete anos, a participação nos cultos dominicais da igreja aumentou constantemente. Aqui as boas novas do reinado estão sendo proclamadas!

Os novos membros da congregação incluem migrantes do leste da Ásia (especialmente das Filipinas) e pessoas deslocadas de países da África Subsaariana, como Serra Leoa. No ano passado, foi aberto o novo centro comunitário da igreja. Neste local a igreja tem como objetivo oferecer treinamento para ajudar as pessoas a desenvolver habilidades pessoais, fornecer um local para atividades sociais e espirituais, fornecer uma refeição quente subsidiada duas vezes por semana para algumas pessoas deslocadas e uma biblioteca para estudos e trabalhos depois das aulas.

O centro comunitário também tem abrigado temporariamente a igreja, porque o antigo templo agora é pequeno demais para abrigar sua congregação em crescimento. O novo e maior edifício da igreja será inaugurado em 28 de março deste ano. Aleluia!

No Zimbábue, o Bishop Gaul College é a faculdade nacional de teologia anglicana da Igreja da Província da África Central (CPCA, por sua sigla em inglês). É um lugar de proclamação e onde também são treinados  aqueles que proclamam o Evangelho. Desde a sua criação, a faculdade formou pessoas que se tornaram bispos/as e mais de 100 sacerdotes. Serve para estudantes das cinco dioceses do Zimbábue e da Diocese do Botsuana.

Mais recentemente, a faculdade foi aberta a estudantes de países fora da Igreja da CPCA, acrescentando assim um sabor internacional e criando oportunidades para os alunos pensarem além de suas fronteiras. Cada vez mais estudantes leigos estão sendo treinados ao lado dos que serão ordenados. A Faculdade está comprometida com a formação, treinamento e equipamento de clérigos e leigos para os ministérios cristãos de proclamar o Evangelho em palavras e ações.

A Igreja do Norte da Índia (CNI, por sua sigla em inglês) nasceu em 29 de novembro de 1970, quando seis denominações protestantes se uniram para formar uma só Igreja. Líderes das seis denominações se reuniram na Catedral de Todos os Santos, em Nagpur, para a inauguração da CNI. Em 2020, a CNI marca meio século de “unidade, testemunho e serviço” com a celebração do Jubileu de Ouro estendendo-se por todo o ano. Bispos, bispas e representantes de todas as 27 dioceses da CNI compareceram às celebrações, que envolveram a realização de uma alegre procissão nas ruas de Nagpur e um culto de ação de graças.

Os eventos para marcar o jubileu se dividem em três fases: “refrescar a memória”, “revisitar a missão da Igreja” e “celebração”. A primeira fase envolve agradecer a Deus pelas pessoas que primeiro trouxeram o Evangelho para a Índia - desde São Tomé, que foi missionário na Índia no ano 52 d.C.

A segunda fase consistiu em fazer um balanço dos últimos 50 anos para ver como a CNI manteve sua missão de “romper as barreiras de casta, classe, gênero, desigualdade econômica e exploração da natureza.”

A terceira fase começou com uma grande cerimônia em Nagpur, em novembro passado, e continua ao longo de 2020 para proclamar as boas novas.

Na Grã-Bretanha e na Irlanda, a USPG procura relacionar essas e muitas outras histórias de boas novas com igrejas, comunidades e indivíduos. Temos um programa de palestrantes em que uma rede de voluntários em todo o país está disposta a compartilhar as boas novas das igrejas parceiras da USPG em todo o mundo. Oferecemos oportunidades para que as pessoas vivenciem a vida da igreja em um novo contexto, através dos métodos Journey with Us and Expanding Horizons (Viaje Conosco e Expanda seus Horizontes) da USPG. E quando retornam, inspirados e transformados pela experiência, sua proclamação do Evangelho não possa deixar de ser enriquecida.


Leia o restante de nossa série sobre as Cinco Marcas da Missão

  • 4 de fevereiro: Introdução
  • 11 de fevereiro: Proclamar as boas novas do reinado de Deus
  • 18 de fevereiro: Ensinar, batizar e nutrir os novos crentes
  • 25 de fevereiro: Responder às necessidades humanas com amor
  • 3 de março: Procurar a transformação das estruturas injustas da sociedade, desafiar toda espécie de violência, e buscar a paz e a reconciliação
  • 10 de março: Lutar para salvaguardar a integridade da Criação, sustentar e renovar a vida da terra