This website is best viewed with CSS and JavaScript enabled.

Aprovada a nova Província de Alexandria da Comunhão Anglicana

Posted on: January 21, 2020 1:05 PM
The King Farouk Royal Palace Alexandria, Egypt
Photo Credit: Ahmed Younis Sif Saad
Related Categories:

A antiga cidade de Alexandria, fundada por Alexandre, o Grande, mais de 300 anos antes do nascimento de Cristo, dará o seu nome à 41ª Província da Comunhão Anglicana. A nova província será formada quando a atual Diocese do Egito se tornar independente de sua atual sede na Província de Jerusalém e Oriente Médio. A medida foi solicitada pela Diocese - que cobre o Egito, o Norte da África e o Corno de África, e foi endossada pelo Sínodo da atual província.

O Comitê Permanente do Conselho Consultivo Anglicano enviou um comitê de exploração após receber pedido da diocese. Em uma reunião por teleconferência no início deste ano, o Comitê Permanente concordou com a formação da nova província, sujeita à conclusão dos processos legais. A constituição do Conselho Consultivo Anglicano determina que a criação de novas províncias exija o consentimento de dois terços dos primazes da Comunhão. Em seu encontro na Jordânia na semana passada, os primazes concordaram com o procedimento.

A nova província será constituída de quatro dioceses: Egito, Norte da África, Corno da África e Gambela. Em setembro do ano passado, o Bispo Rajan Vincent Jacob foi consagrado como Bispo de Gambela pelo Arcebispo Suheil Dawani, que na época era o primaz de Jerusalém e Oriente Médio.

A Diocese do Egito compartilha que o Bispo Rajan tem três prioridades: despertar e treinar líderes cristãos, supervisionar projetos de desenvolvimento comunitário e continuar a promover a construção da paz por meio do ministério da juventude e da Mothers’ Union. (União das Mães).

Em seu relatório ao Comitê Permanente, o grupo de exploração disse: “Temos um forte sentimento de que este é o momento apropriado para a independência provincial da Diocese do Egito, pois está preparada para o desenvolvimento futuro e arriscaria minar o equilíbrio da atual província se fosse mantida como está.

“Estamos convencidos de que a razão da proposta é sólida e que a Diocese do Egito tem potencial para se tornar uma igreja independente vibrante.”

O Comitê Permanente e os Primazes também  receberam  informação atualizada sobre as medidas que estão sendo tomadas referente a proposta de criação de uma nova Província para a Igreja do Ceilão. Atualmente, as duas dioceses de Colombo e Kurunegala não pertencem a nenhuma província e estão sob a autoridade metropolítica direta do Arcebispo de Canterbury. No comunicado divulgado no final da reunião da semana passada, os Primazes disseram que “notamos progresso em direção a uma província no Sri Lanka.”