This website is best viewed with CSS and JavaScript enabled.

Notícias da Semana do Anglican Communion News Service – 13 de dezembro de 2019

Posted on: December 13, 2019 3:17 PM
Related Categories:

Rede dos Jovens quer dar nova vida à missão da Comunhão Anglicana

Os jovens das igrejas da Comunhão Anglicana estão sendo convidados para representar suas regiões na nova Rede da Juventude Anglicana, que acaba de estabelecer sua visão e objetivos para o futuro.

Um dos membros do grupo de trabalho interino, Sr. Clifton Nedd, membro leigo do Conselho Consultivo Anglicano e facilitador da Aliança Anglicana do Caribe, disse que a rede cumpre os objetivos das resoluções do Conselho Consultivo Anglicano (ACC) de 2016 e 2019, e quer garantir que a missão da Igreja seja aberta e inclusiva para todos.

“Não se trata apenas de manter os jovens conectados ou juntos como um meio de sustentabilidade”, disse ele. “Há um objetivo mais profundo: apoiar e facilitar o cumprimento da missão de Deus na vida dos jovens.”

A rede facilitará as conexões entre os jovens, principalmente aqueles que estejam trabalhando em temas semelhantes. Clifton disse que a rede proporcionará aos jovens um fórum para orar uns  pelos outros, aprofundar o serviço de amor e compartilhar as perspectivas da missão.

Ele disse: “Os jovens poderão compartilhar histórias de suas experiências com outras pessoas ao redor do mundo. Além disso, e muito importante, a rede será um mecanismo de consulta com os jovens para que as decisões tomadas nos níveis mais altos da Comunhão possam realmente considerar as perspectivas dos jovens que vivem em suas paróquias em todo o mundo.”

Os membros do grupo de trabalho estão se preparando ativamente para mobilizar grupos e contatos regionais para começar a construir as bases da rede em nível regional. Centrados em sete agrupamentos regionais, incluindo as Américas, Europa, duas regiões Africanas, Oriente Médio e Sul da Ásia, Ásia e Pacífico, jovens de 18 a 35 anos de idade serão procurados para representar cada região da Comunhão e solicitados a formar um Comitê de Coordenação Regional que incluirá uma pessoa adulta que esteja trabalhando com jovens e uma representação juvenil em cada região. Esses grupos regionais ajudarão a coordenar a rede de toda a Comunhão de maneira adequada ao seu contexto, mas somente os jovens, e não os trabalhadores associados, terão direito a voto e serão classificados como membros da rede.

Um foco importante da futura programação da rede será ajudar jovens adultos a fazer a transição para os ministérios adultos da igreja - preenchendo assim a lacuna existente.

De acordo com Rachael Fraser, membro do grupo de trabalho e oficial de pesquisa e defesa de causas do Anglican Communion Office (Escritório da Comunhão Anglicana) em Londres, as atividades principais da rede, que foram acordadas e estão listadas, serão facilitar reuniões, apoiar e promover os ministérios de jovens e dos que trabalham com jovens na Comunhão Anglicana.

A rede também foi criada para incentivar sempre que possível o desenvolvimento e o compartilhamento de ferramentas para ajudar as dioceses e paróquias locais a organizar atividades juvenis visando desenvolver seus ministérios juvenis.

Clifton disse: “A rede está fundamentada na igreja local. Portanto, os jovens que desejam fazer parte da rede precisam ser ativos em suas igrejas locais, na sua paróquia ou diocese. A rede se conectará às dioceses e através das dioceses às paróquias. Portanto, uma ação chave para os jovens será garantir que eles mesmos sejam ativos em sua igreja local e incentivar a igreja local a se unir à rede por meio de sua diocese e província.”

A rede foi estabelecida com base no trabalho da última rede e de outras redes existentes, e também integrando os anos de aprendizado da missão e ministério cristão, e envolverá jovens e líderes juvenis. Clifton disse: “É a primeira rede que busca trabalhar diretamente com jovens e trabalhadores juvenis dessa maneira.”

A esperança é que em novembro de 2020 o grupo interino seja substituído pelos jovens das sete regiões globais que levarão adiante o trabalho diário da rede.

 

Papel Estratégico do Novo Decano de Gibraltar

Um ex-capelão universitário que serviu como sacerdote na República Democrática do Congo deverá liderar a missão da Catedral de Gibraltar como seu novo decano.

Trata-se do clérigo da Igreja da Inglaterra, Ian Tarrant, atualmente Reitor de St Mary’s, Woodford, na diocese de Chelmsford, que assumirá a sua nova função na Diocese da Europa em abril de 2020.

A Diocese na Europa é a 42ª e mais extensa diocese da Igreja da Inglaterra e o atual Bispo de Gibraltar na Europa, Dr. Robert Innes, representa o Arcebispo de Canterbury junto às instituições da União Europeia.

O Dr. Innes e o Bispo de Sufragão, Dr. David Hamid, disseram: “Este é um momento significativo para nossa Catedral Diocesana, bem como para a vida em geral da Diocese. Como decano, Ian liderará a missão da Catedral como sede do episcopado diocesano e como local de culto e de boas-vindas aos residentes e visitantes de Gibraltar. Ele também será o sacerdote sênior da diocese e um membro importante da equipe sênior do bispo, contribuindo para o desenvolvimento estratégico da diocese.”

Eles disseram ainda que estavam gratos por terem sido capazes de nomear alguém com vasta experiência e profundidade de aprendizado, bem como experiência prática do ministério pastoral em diferentes partes do mundo. “Não temos dúvidas de que seus interesses e ideias enriquecerão significativamente a vida de nossa diocese”, concluíram.

Ian Tarrant, cresceu no Reino Unido, estudou física na Universidade de Cambridge e saiu do país para trabalhar na Holanda e no Quênia. Ele estudou para capacitar-se à ordenação no St John's College Nottingham e foi ordenado na Diocese de Londres. Posteriormente, serviu na República Democrática do Congo, e em seguida foi nomeado capelão anglicano sênior na Universidade de Nottingham, onde coordenou uma equipe ecumênica de capelães.

Ele se mudou para seu cargo atual em 2009, onde incentivou abordagens colaborativas de missão e ministério, além de incentivar que a igreja se tornasse protagonista chave na vida mais ampla da comunidade. Ele é autor de vários livros.

Ian Tarrant é casado com Sally, que é professora adjunta e ensina matemática em nível universitário. Eles têm três filhos adultos.

Ele será instalado como Decano de Gibraltar no dia 2 de abril 2020.